20 de dezembro de 2008

fechando com chave de ouro.

Provavelmente esse será meu último post de 2008 então eu tenho que no mínimo agradecer por esse belo ano que eu tive. E pensar que em meados de maio eu ainda queria dois mil e sete de volta, nem passou pela minha cabeça que dois mil e oito ainda me guardava muitas surpresas.
No fundo eu ainda tinha esperanças de que um número par não me deixaria na mão, e não deixou, pelo contrário, veio me provar que números pares fazem sim total diferença pra mim e que tendem a deixar as coisas sempre melhores.
Diante de tanta coisa que vivi esse ano não posso deixar de comentar o quanto aprendi, acho que amadureci todos esses 18 anos em um só, to com a mala cheia de decisões tomadas, de manias largadas, de pessoas que não faziam bem e foram afastadas e de saudade de pessoas que hoje vejo, perdi por burrice. Pela primeira vez na vida parei pra pensar na falta que as pessoas que perdi me fazem e confesso que por vezes chorei ao querer algumas pessoas de volta, mas é assim mesmo, em próximas oportunidades vou pensar duas vezes antes de me deixar perder pessoas especiais assim.
Esse ano fiz, refiz e estreitei laços que eu sei que vou levar comigo pelo resto da vida. Aproximei-me de pessoas maravilhosas, me reaproximei de pessoas completamente especiais e conheci gente que não tem como não amar, dois mil e oito me deu os melhores presentes que eu poderia querer - as melhores pessoas do mundo, que me estão sempre disponíveis a qualquer hora do dia nem que seja só pra vir aqui dizer que me ama e ir embora, esse tipo de presente não tem preço e é tão bom saber que fiz por merecer pra ganha-los. Isso me deixa muito orgulhosa de mim mesma.
Vou sentir falta de muita coisa que dois mil e oito levou de mim, de algumas pessoas principalmente, mas quando eu paro pra pensar nas pessoas que ele me trouxe, não tem como ficar zangada e mesmo sabendo que ninguém é substituível, fiz trocas justas. Minto! Eu saio no lucro em 90% delas. E, portanto minha primeira super-meta de dois mil e nove é não perder as pessoas que conquistei nesse ano que está prestes a acabar.
Outra super-meta é aprender a me decidir, já que vou deixar muita coisa por acabar em dois mil e nove, tenho que entrar o ano sabendo o que quero de verdade pra mim, já ta mais que na hora de eu começar a ter certezas, até porque dois mil e oito me ajudou muito com isso.
Espero que em dois mil e nove tudo tome seu rumo, de pessoas a manias. É hora de esquecer, apagar, deletar ou guardar comigo pra sempre.
Dois mil e oito me foi um ano inesquecível. Dois mil e nove tem de seguir o mesmo rumo.
Então, para as pessoas que ainda perdem seu tempo lendo minhas linhas tortas, feliz natal. Que Papai Noel dê a vocês presentes maravilhosos e que esses mesmos saibam ser aproveitados muito bem. Usem dois mil e nove pra viver, aprender, amar. Deixa que o resto a vida ajuda a fazer independente do tempo.
Papai Noel por favor, muita saúde, paz, dinheiro, amor no coração, esperança e sabedoria para nós todos. Que sejamos suficientemente humanos daqui pra frente, pra antes de agir pararmos e pensarmos um pouco nos próximos. Que saibamos quebrar preconceitos e que sejamos sinceros com o mundo e com nós mesmos. Que possamos abrir a boca e dizer que somos dignos de presentes bons de verdade, porque só pessoas suficientemente boas os merecem.
Que neste natal a consciência fale bem alto, pra que em dois mil nove saibamos trazer luz e paz ao mundo... Respeito: é isso que eu espero de dois mil e nove.

[Quanto ao que passou, SÓ TENHO A AGRADECER.
até 2009 pessoal. Beijostchau.]

17 de dezembro de 2008

Nota de uma terça-feira em meio a sushis, cigarros, cervejas e as melhores pessoas do mundo:

Eu me decidi, não é um e nem dois, é você. Você e seus defeitos, você e seus mistérios, você e todo o seu mundo que por me ser desconhecido, atrai como nenhum outro.
Você sorrir e eu não sei se é pra mim ou pro resto das pessoas ao redor, mas ilusiono só nós dois e pronto! Seu riso é meu ainda que contra sua vontade.
Amanhã quando falar comigo não seja tão frio, nem esteja tão longe, porque quero você perto e sua presença me esquenta ainda que lá fora tudo seja inverno e eu não estou disposta a mudar de ideia.
Talvez você nem note, mas sua indiferença me dói muito e pra mim já chega de insegurança! Eu quero certeza e ainda que inexplicavelmente, você é a minha. Uma certeza errante, longa e vaga, mas completamente minha.

14 de dezembro de 2008

Daí que mulher é assim mesmo: Vê coisa onde não existe, sofre por quem não merece e por antecipação, não consegue viver sem dar escândalo e nunca tá perfeita pra ser amada por si mesma, mas exige amor do resto do mundo. Eu sempre gostei disso, é bom ser um bicho tão complicado e tão perfeito ao mesmo tempo, mas ultimamente essa vida de mulherzinha vem me cansando!
Eu admito que ser mulherzinha tem suas vantagens. A gente pode chorar quando quer, por exemplo, o problema é que tirando proveito disso choramos o tempo todo e por qualquer coisa - Outra coisa insuportável nas mulheres, quando podemos algo sempre o fazemos em excesso e não me pergunte o motivo. O mesmo acontece com as proximidades, as mulheres se abraçam demais e se beijam demais e estão o tempo todo grudadas umas nas outras soltando risinhos pelos cantos. Tudo em dose exagerada gera conflito, eis a explicação pra algumas amizades femininas que depois de um tempo viram guerra. O mesmo acontece com os segredos, que quando são femininos nunca são segredos de verdade. Primeiro pra melhor amiga, depois pra segunda melhor amiga e depois pra amiga que ta virando tua íntima. Não demora pouco até a inimiga ficar sabendo. Depois as donas do segredo sempre procuram alguém em quem pôr a culpa, esquecem que elas mesmas fizeram o serviço sujo e espelharam o tal segredo.
Tudo isso acontece por um único motivo: As mulheres ilusionam demais.
Paixão masculina ninguém sabe, a não ser que o cara fique bêbado e não se controle. Paixão feminina além de todo mundo saber, é sempre aumentada. Mulheres falando de suas paixões é sempre um caos, isso porque nunca dá pra saber até onde o que elas dizem é verdade ou o que elas decidiram falar pra embelezar mais o contexto. Não é que mulher goste de mentira, mas as mulheres quando se apaixonam tendem e ver num riso o paraíso, e ao invés de entenderem que um riso é paraíso para si e deixar isso consigo só na sua louca vontade de dar certo, não.. Elas precisam contar a ilusão como se fosse verdade, que é pra deixar mais bonito e as outras concordarem de que dessa vez vai dar certo.
E homens, uma dica: Quando souberem da paixão de uma mulher por vocês e não estiverem afim de corresponder, cuidado com os gestos. Não ponha muito sorriso no 'Bom dia' e nem use a expressão 'Linda' com muita freqüência. Nada de fazer elogios do nada e por nada no mundo fique puxando assuntos com a garota - o resto do mundo entende que você apenas é simpático, mas pra ela isso pode parecer - 'Ele ta muito interessado em mim amiga, sempre chega puxando conversa, sendo simpático. Certeza que em qualquer conversa dessas ele vai acabar pedindo pra ficar comigo'. E mais, cuidado com as palavras, se usadas de forma errada elas viram armas e nós não queremos uma mulher por aí se suicidando por sua causa.
Ser mulher é bom, eu gosto. Mas venhamos e convenhamos ser mulher é trabalho duro, não só pra quem é, mas também pra quem tem de conviver com os outros sendo, melhor, com as outras sendo.

12 de dezembro de 2008

Estranho quando as coisas começam a mudar e você só se dá conta disso quando já não pode mais fazer nada pra que a mudança pare.
Sempre fui meio lenta com as coisas. Mais lenta ainda com as pessoas, afinal é realmente difícil conseguir acompanhar a tempo algo que vive em constante mudança. Sou lenta por natureza e amante também.
Embora eu saiba que muitas das coisas jamais serão como antes, assim como determinados sentimentos, eu ainda acredito em recomeço e não perco a esperança de que dê certo. Sou boa em fazer minha parte e espero o mesmo da outra parte também, afinal ninguém consegue amar ou promover a mudança sozinho, ainda mais quando se trata da mudança de alguém não tão forte como aparenta.
Sei que algumas mudanças incomodam e que muitas das vezes acontecem na hora errada, mas nunca dá pra saber o momento certo de acertar ou errar, tem sempre alguém esperando algo mais, mesmo que inconscientemente. Talvez o problema seja esse, as pessoas esperam por mudanças que não são possíveis de acontecer em curto prazo e as querem agora e não querem mudanças que são de fácil adaptação - tirando por mim sou um bom exemplo disso - Impacientes eu chamaria.
Não que eu não esperasse que as coisas mudassem assim tão abruptamente, eu apenas ilusionei que não seria tão difícil de conviver com as mudanças assim, acho que me enganei assim como me enganei ao pensar que talvez fosse melhor assim. Todo canceriano quando se acomoda a algo espera que aquilo dure pra sempre, comigo não seria diferente.
Embora eu saiba que as coisas jamais serão como antes, ainda resta o desejo de fazer com que sejam. Ainda que eu saiba que o desejo não é suficiente, vou continuar tentando.
E quer saber minha opinião? Certas coisas não deveriam mudar nunca!

10 de dezembro de 2008

Hoje eu só quero sentir..

.. Todas as palavras que me forem concedidas.

9 de dezembro de 2008

Mais um ano sem você. O tempo passou rápido, a saudade doeu menos e eu me acostumei com a ausência. Não lembro dos sete, mas lembro que no último reveillon ao pular as sete ondas o meu primeiro pedido foi ter você esse ano e o segundo, ter você pra sempre. Nenhum dos dois se realizou, nem por um segundo. Ainda bem.
Até hoje, em toda minha vida, ainda não conheci um amor maior que o que eu sinto por você. Sinceramente eu não me orgulho disso, mas eu preciso perguntar o porque disso, como pode eu amar tanto você e você não dar valor? Foi por esse tipo de atitude tua que eu decidi desistir. Que eu percebi que você nunca mereceu tanto.
Antes tudo me lembrava você, desde cheiros a sabores, ou nomes, ou lugares ou simplesmente
pessoas que eu via passar na rua e sabia que você conhecia. Qualquer coisa era suficiente pra eu recordar você e sofrer um pouco.
Primeiro eu sofri de medo, era novo gostar tanto de alguém assim e como seria se a gente desse certo ou, e como seria se a gente desse errado? Bem, a resposta do primeiro caso eu nunca vou saber, mas do segundo eu sei, sei de cada lágrima, cada momento bom e cada momento ruim. Depois o meu sofrimento foi saber que você não me queria. Era tão ruim te ver com outras pessoas, saber que você era completamente feliz sem mim e pior, saber que comigo não era o mesmo sem você.
Mas o pior sofrimento foi de saudade. Saudade do que a gente não teve, saudade dos beijos que eu não te dei, saudade das conversas na madrugada que nunca existiram, saudade da tua presença nas horas que eu mais precisava de alguém. Eu quase morri de saudade, mas a cada quase morte nascia de novo e hoje vejo, mais forte.
Engraçado pensar que hoje eu já não te quero mais. Eu ainda te amo, amo como no primeiro momento, porém eu descobri que meu desejo de te fazer feliz morreu, assim como morreram também as esperanças de te ter ao meu lado.
Agora já é Dezembro de novo e o que outrora você me fez sentir nesse momento me parece tão distante, que eu já nem consigo me machucar tanto.
Esse ano eu ainda não decidi quais serão meus sete pedidos, mas o primeiro pensamento ao entrar no mar vai ser de agradecimento por Deus ser mais inteligente que eu e ter me dado a chance de não te ter, pra não sofrer ainda mais.

7 de dezembro de 2008

Agora nós dois sabemos que quando eu disse "nunca mais", eu falei da boca pra fora. Acho na verdade que você sempre soube, mas não me contou pra ver se eu perceberia isso sozinha, ainda bem que não demorou muito pra cair minha ficha, aliás, não demorou um segundo sequer. Senti sua falta desde que a porta bateu, da tua voz, do teu abraço, do teu riso, das tuas piadas, do teu cheiro, do sentimento que só existe quando estou com você. Mas você sabe que orgulho as vezes mata, quase morri, mas não dava pra morrer sem ter você.
Parece até estranho nós dois novamente juntos, mas é ao mesmo tempo tão gostoso. Nunca mais quero outra pele, nunca mais quero outra boca, nunca mais quero outro corpo unido ao meu. É você, com todos os teus defeitos e curvas erradas que eu quero, pra fazer par comigo e ao invés de dois, sermos um só.

4 de dezembro de 2008

Comercial inteligente é outro Nível.





"Tanto faz como fazes.. desde que use preservativo"

24 de novembro de 2008

Coisa rara.


Tá vendo esses sorrisos? Então, coisa rara. Não porque não aconteçam sempre, na verdade com a gente acontece o tempo todo. É raro porque sorriso triplo, de pessoas que se entendem e que se querem bem mutuamente é coisa rara. Rara e bonita, eu bem diria.. Mas pra ver e sentir gruda na gente que é qualidade garantida ou teu tempo e paciência de volta.
Meninas vocês conseguem tirar de mim o melhor que eu tenho (ou não) pra oferecer. Me rancam risos, sentimentos, memórias.. e tudo mais que pessoas especiais têm direito.
Quem aí tiver uma amizade assim tão gostosa, meus parabéns. Eu, pessoas carente que fui, não sinto mais necessidade de nada quando estou com vocês, vivendo sempre as melhores coisas com os melhores do mundo.
Essa união não poderia nunca ter dado mais certo, porque é certeza, somos o extremo de tudo que há de melhor entre pessoas que se compreendem.
E pra ficar melhor que isso? Junta o riso do Marvin e do Lucas que pronto, prato cheio pra eterna felicidade. Digo e confirmo, da minha alma pra fora.. isso, independente do que aconteça, é pra sempre.
Amo não, porque amor é pouco.. mas com certeza sinto por vocês o melhor sentimento de todos, se é que alguém consegue me entender.

20 de novembro de 2008

.. a lábia fala mas não faz acontecer

sei lá

E o silêncio fica imenso sem você [...]


(Gabriel o Pensador)

14 de novembro de 2008

Eu procurei de todas as formas uma pessoa perfeita e não encontrei, mas encontrei pessoas com defeitos ainda melhores que as perfeitas.
Encontrei amiga que é o que eu morro de vontade de ser e não tenho coragem. Encontrei amigo que ama como eu jamais serei capaz de amar; encontrei pessoas que apenas querem viver o momento, como um dia eu quis, mas perdi o encanto. Encontrei gente que achou motivo pra amar mesmo quando eles nem existiam, encontrei gente que deu o melhor de si pra quem nem merecia metade disso. Encontrei gente decepcionante, que como eu, muitas vezes não entendeu o valor de um pra sempre e por fim encontrei alguém que errou muito, mas que teve capacidade de admitir isso.
As pessoas sempre me foram estranhas, a maioria delas no primeiro instante se mostra distante e no segundo te conta tudo sobre tua vida, como quem tem necessidade de carinho, de compreensão, de amor.. assim como eu.
Não tenho vergonha de admitir que sou carente, sou MUITO carente e se alguém aí tiver 24 horas do seu dia pra me oferecer, elas serão super bem-vindas.
Tantas vezes a gente tem chances e menospreza elas por achar que são apenas mais uma e no fim nos damos conta, eram únicas, como nenhuma outra.
As pessoas passam por nossas vidas como anos, que mais mês ou menos mês, virão outras, o que a gente não sabe é que em alguns casos os meses são únicos, como Novembro pra mim, como pessoas pra mim.. o tempo as leva, mas as lembranças as deixam, tão vivas e fortes em nossas vidas que nem um turbilhão de novas memórias são capazes de apagá-las. E eu, muito felizmente, encontrei pessoas assim.
Hoje, depois de muita imaturidade e pouca consciência, vejo que por motivos banais perdemos pessoas que poderiam ter sido tudo em nossas vidas se ao menos tivéssemos dado chances a elas, mas estamos sempre cheios de compromissos demais, sempre cansados demais, sempre presunçosos demais. Se soubéssemos o quanto vale cada riso e cada palavras jamais estaríamos ocupados, jamais estaríamos cansados.. porém o ser-humano só dar valor depois que perde.
Talvez eu, por apenas umas poucas horas tenha sido capaz de compreender a dor da perda de alguém especial ainda que conscientemente ela ainda não tenha acontecido e por tanto digo com todas as formas possíveis de amor: ame! não nesse minuto, não num momento de dor, não no desespero. Sinta isso quando tudo estiver aparentemente bem e seja enfim capaz de perceber que aquela frase que diz que a perda de um amor de verdade dói é completamente sincera, cruel e real.. ainda que não queiramos, ainda que não seja a hora... as pessoas cedo ou tarde, boas ou ruins, tem de ir embora.

11 de novembro de 2008

Pra não passar em branco.




Hoje eu vi o sol ainda mais lindo que nunca. Quem conhece sabe, sou apaixonada pelo sol e acredito em tudo que tenha relação a ele; amo o calor e por isso adoro essa terra quente do Nordeste (quem um dia quiser me deixar muito feliz, me compra um girassol que nunca mais te esqueço, é minha flor preferida, muito lindo mesmo, adoro!).
Enfim, o sol tava lindo, parecia que ia pegar fogo, vermelhão e eu vi ele por detrás de umas folhas de uma palmeira, super digno.
Depois ainda me questionam por eu dizer que a vida é linda. É linda sim e o sol também.


Vejo que estão vindo coisas boas por ai.
Tomara que eu tenha uma boa surpresa daqui pra domingo... [
lalala]

(infelismente minha câmera não é profissa, mas tá valendo)

10 de novembro de 2008

Interessante como quando quero uma coisa não desisto, você é prova disso. Em menos de 4 horas você deve ter me dito no mínimo uns vinte "não".. "não" posso sair hoje, "não" gosto de sorvete, "não" posso falar agora, "não" posso jantar fora, estou de dieta.. dentre outros triliões de "não", incluindo nesses triliões o último, "por favor, 'não' insiste, se não, não resisto". Se isso era pra ser um não de dar pena, você conseguiu, embora alguma parte da minha razão me diga que na verdade você queria era dizer que não adiantava eu insistir você simplesmente não está afim de me ver.
Bom, em todo caso a questão aqui não é você me querer ou não, e sim eu querer você e para sua total infelicidade, eu te quero! Não como quem quer uma roupa nova, mas que não vê problema em usar uma roupa velha se não der pra comprar a que quero. Não como quem quer um carro novo, mas pode aguentar o velho até próximo ano. Não como quem quer passar de ano mas não se interessa em estudar.. eu quero você pra valer, pra mim, pra ser meu e todos os demais pronomes possessivos e não vou me conformar em ter um aprendiz seu ou a ficar sozinha até você enfim decidir ficar disponível pra mim. Quando eu quero eu vou à luta, dessa vez minha guerra é com você e essa dificuldade que você tem de me dizer um "sim", trabalharemos isso e verás como nem dói tanto assim.
Não pense que tenho orgulho, me livrei dele faz tempo, desde que decidi que queria um amor de verdade e te escolhi pra tal cargo. Minha vergonha na cara joguei fora semana passada quando notei que se eu não tomasse uma iniciativa você é que não o faria. Minha criatividade eu tirei de dentro da gaveta e tive um papo cabeça com ela, até que ela topou me ajudar nessa e minha paciência que nunca tá de bem comigo disse que tudo bem, ela me faria a caridade do ano.. sorte sua!
Muita gente vai dizer que é desespero, mas não é. Desesperada eu estaria se saísse beijando todos os homens que me querem por aí, ao invés disso eu escolhi um homem que eu quero e é ele que vou ter, independente do que seja. Outros vão dizer que é doença, mas eu prefiro chamar de determinação. E as mal-comidas vão dizer que eu me humilho por homem, mas eu quero um homem pra amar e correr atrás disso pra mim não é humilhação, é ter certeza do que se quer, humilhação é implorar por uma transa sem sentimento, só pra se sentir bem-comida e achar que estar por cima.. coisa de gente fraca, coisa que nunca fui e nem nunca serei.
Se um dia eu vou parar? Com certeza! Dessas uma:
primeiro opção - parar quando eu tiver você, já que teremos um ao outro não precisarei mais correr atrás de você e sim correr atrás de nos fazer feliz.
segunda opção - quando eu tiver você e me decepcionar.. bom, nem sempre o certo é o que parecer ser e eu posso errar vez em quando, nér?
terceira opção - quando eu encontrar alguém que seja tão bom quanto você e que saiba dizer um "sim" nem que seja só pra me ver sorrir, afinal adoro homens que me fazem rir.
Enquanto nenhuma das opções acima acontece, vou continuar no teu pé. Vou ligar, visitar, convidar.. depois vou dar um tempo, uma sumidinha básica e depois telefonar, só pra saber se você sentiu minha falta!
E se depois de toda essa minha força de vontade você não conseguir ao menos ser sincero e me dizer que não tá afim, daí entro de verdade em desespero.. mas não vai ser porque você não sabe o que quer e sim por eu saber que eu errei ao te querer.

...


[o telefone toca!
- eu sabia que ele ligaria e me convidaria pra jantar]

9 de novembro de 2008

Outra vida - Armandinho.


Talvez não seja nessa vida ainda, mais você ainda vai ser a minha vida! então a gente vai fugir pro mar, eu vou pedir pra namorar, você vai me dizer que vai pensar mas no fim vai deixar.
Talvez não seja nessa vida ainda, mais você ainda vai ser a minha vida! sem ter mais mentiras pra viver, sem amor antigo pra esquecer, sem os teus amigos pra esconder.. pode crer que tudo vai dar certo.
Sou pescador, sonhador, vou dizer pra Deus nosso Senhor que tu és o amor da minha vida, pois não da pra viver nessa vida morrendo de amor.

8 de novembro de 2008

Pequena Nota de Fim de Noite.

E para as mulheres que como eu se apaixonam sempre por sorrisos, uma dica:
- comecem a prestar atenção nos olhos!
Hoje eu descobri que o que dizem dos olhos e a lenda de que eles dizem tudo, é verdade.
Me apaixonei por um olhar hoje.. espero que isso seja ainda melhor que se apaixonar por um sorriso.

5 de novembro de 2008

Ontem eu dormi sozinha novamente e como sempre, doeu muito. Ao acordar notei novamente que apenas o meu lado da cama estava desarrumado, você não dormiu em casa de novo, com essa somam três noites seguidas. Queria ter coragem de te perguntar onde você esteve, mas sua indiferença e distância anda tanta, que tenho medo da resposta. Ontem no almoço não conversamos, eu tinha tanto pra te falar.. falar do vestido lindo que comprei pra próxima vez que sairmos juntos, pois sei o quanto você ama me ver de vestido ou pelo menos era assim antes dessa tormenta adentrar nossa casa. Ia te contar do meu desejo de ter um filho, te dizer que olhei um bebê lindo na loja onde comprei o vestido e sonhei com o que nós perdemos, com o quanto ele seria lindo e estaria grandinho agora.. Ia te falar que te amo, faz tanto tempo que não dizemos isso um ao outro e infelizmente eu continuo sem dizer, há um nó na garganta que me diz que você já não faz mas tanta questão de ouvir essas palavras de mim.
Quando me olho no espelho noto como o tempo passou rápido, nós éramos tão jovens e tão apaixonados e eu sei que se as coisas mudaram eu tive uma parcela de culpa nisso. Por isso não me importo de ver você me evitar, de ver a vontade que você tem de não conversar comigo, porque mesmo com tanta indiferença eu ainda te amo como se fosse o primeiro beijo e ainda fico feliz quando te vejo chegar e deitar na mesma cama que eu, mesmo que não façamos mais amor loucamente, tua presença já é uma válvula de escape pro meu desespero, pra esse medo louco que eu tenho de te perder.
Sei que meu amor é meio doentio, mas ao menos sou forte suficiente pra dizer que estou errada, que deveria me amar um pouco mais pra quem sabe você voltar a me dar valor, pra quem sabe as coisas voltarem a ser como eram antes.
Ontem quando olhei nos seus olhos e não me encontrei nos atuais planos, morri um pouco por dentro. Hoje quando acordei e não te olhei ao meu lado, morri mais um pouco. Não quero continuar morrendo a cada vez que eu pensar que já não existe mais amor, não quero mais pensar que não existe mais amor. Eu quero você, com sua barba mal feita, seu ronco insuportável, suas manias terríveis com as quais me acostumei só pra te ver satisfeito e das quais hoje eu sinto falta, quero seu jeito de falar grosso quando se chateia comigo já que hoje lhe sou tão indiferente que nem pra lhe chatear eu sirvo. Quero o homem pelo qual me apaixonei de volta, com todas as suas piadas e o seu desejo louco de fazer amor comigo, como se cada noite fosse a primeira. E quero isso porque te amo, porque cansei de me olhar no espelho e me ver cada dia mais distante de você, porque eu construí uma vida ao teu lado, cheia de sonhos gostosos de serem lembrados, porque foi você quem escolhi pra viver o 'até que a morte nos separe, amém'.
Eu não canso de cumprir minha parte no trato, então volta e deita ao meu lado, tira minha roupa, faz amor comigo e me dá a chance de te mostrar que eu ainda sou a mesma, oito anos mais velha, mas ainda com o mesmo amor pra dar, a mesma sede de você pra matar e os mesmos sonhos de uma adolescente que quer com você o seu feliz pra sempre.

28 de outubro de 2008

Felicidade.

Felicidade é coisa rara. É tão gostosa e se vai tão rápido. Mas o instante que dura muda tudo, até a cor do mundo fica mais bonita de se ver.
Felicidade invade a alma, ainda que por 15 minutinhos e faz festa. Corpo, mente e coração dançam juntos a melhor música já tocada. A paz que vem e te invade não tem explicação e você não reclama, sentir paz é tão bom!
Num minuto tu vê sentindo em tudo que antes tu não via. No início de uma música que tu adora e que nesse momento nota, te faz muito bem. Na letra de uma canção que te diz tudo ou que diz tudo o que você queria dizer. As pulseiras que você ganhou e nunca viu graça, agora encaixam-se perfeitamente no teu pulso e te deixam ainda mais linda. O tempo que corre rápido como sempre, até parece mais sereno só pra te ver bem. As palavras saem lentas e fortes, fazendo todo o sentindo e dizendo tudo o que tem de ser dito.
Felicidade faz tão bem. Te faz repousar da dor, do cansaço, da busca. Felicidade é um riso doce, que faz teu rosto ir aos poucos tendo linhas de expressão e até mesmo envelhecer é doce, se for feito com felicidade.
E hoje não sei porquê, o dono da felicidade decidiu que ela viria me fazer uma visita! Aqui está ela, me fazendo descreve-la pra que quando alguém for escolhido como eu fui, saiba destinguir e agradecer por essa inexplicável e maravilhosa sensação. Me deixa ir agora deitar nos braços dela e sentir todo o carinho e a paz que ela tem pra me dar.. felicidade é um bem que faz.
'Eu quero mais é me abrir
e que essa vida entre
Assim como se fosse 
o sol desvirginando a madrugada
Quero sentir 
a dor dessa manhã..'



A vida é linda.!

27 de outubro de 2008

Surpresa.

Estranho, tu me faz ficar sem palavras. Primeiro, tenho uma mega dúvida.. será que vou ser capaz de fazer uma supresa pra alguém que foi a melhor surpresa que tive nos últimos dias?
Queria estar no meu momento de inspiração, num momento único, como o que fez Rodrigo Amarante escrever 'Sentimental' e me traduzir.. eu queria traduzir o que tô sentindo, mas nem de longe tenho toda a capidade dele, então uso a pouca que tenho e dou o melhor de mim.
Você chegou na hora certa, como já te disse, virou meu anjo e nem precisou de tanto esforço pra isso, a rainha da carência aqui fez mais da metade do serviço e tu, sempre bom em tudo, fechou o serviço com chave de ouro.
Te quero bem, quero por perto.. o tempo todo, como as coisas boas da vida, você tem de se fazer presente porque é essa a missão do anjo da guarda, eu tive a sorte de ter o melhor de todos.

Espero, desejo mesmo de coração, que isso dure, que o sentimento seja sempre o mesmo, um sentimento bom e grande, imensurável.
Você, mesmo sem querer, já faz toda a diferença. E é capaz de fazer acontecer toda a mudança.

Como decidimos, deixa o tempo dizer.



21 de outubro de 2008

Me vou.

Faço as malas e vou embora. Não que eu precise ir, eu só acho que é melhor partir, te deixar pra trás e junto contigo deixar lembranças que já não são tão bem-vindas. Você, como em todas as outras vezes que decidi partir, vai tentar me convencer do contrário, usando sempre as mesmas palavras - 'eu te amo', palavras essas já não tão convincentes. Não quero te ouvir, não dessa vez. Estou certa demais do que não quero pra continuar com você. Estou certa demais dos teus erros pra tentar fechar os olhos outra vez e fingir não ver. Eu os vi e mais, senti cada lágrima que cada um deles me fez chorar, você sabe que eu sofri, sabe o que eu passei e de quantos dos meus planos tive de abrir mão pra continuar com você, pra continuar ilusionando um amor perfeito que na realidade nunca existiu.
Eu tentei com todas as forças. Você sabe que não minto. Mas já diz o ditado: 'Quem ama por dois, padece por três' e eu padeci. Sofri tudo o que eu tinha pra sofrer, mas me libertei e hoje de malas prontas eu posso dizer que passou.
Passou como passa um temporal que leva tua casa junto, mas que ao molhar teu rosto tu sabe que foi melhor assim, que agora é hora de paz. Passou como tudo passa um dia, eu sempre soube que cedo ou tarde passaria.
Vou agora. Vou sem mágoas. Vou com um grande riso. Vou em paz, te deixo em paz. E o mais inexplicável de tudo, vou feliz. Não vou porque sou forçada, não vou porque cansei, não vou porque é a única solução. Eu vou apenas. Vou e só. Porque me deu vontade de ir, uma vontade louca de ser livre outra vez. Eu tenho todos os motivos do mundo pra não querer voltar, mas não é por nenhum desses motivos que me vou. Vou porque estou em paz comigo, paz de espírito, mente e coração. Vou porque não tem mais graça permanecer aqui, não tem mais graça continuar assim.
Sinto que essa foi a primeira de muitas malas que ainda vou fazer. Malas não cheias de roupas, mas malas cheias de amor próprio, paz, esperança, sonhos.. malas lotadas de sentimentos e no entanto, malas leves e que carregarei sempre com muito prazer.
Te deixo aqui, não muito só, teus sentimentos sejam eles bons ou ruins, te farão companhia. Minhas lembranças te farão companhia. Vou deixar meu riso em cada canto, meu cheiro em cada lençol, pra que assim você não sinta tanta falta ou quem sabe, pra você morrer dela.
Estou pegando minhas malas e partindo de vez. Por tudo que vivemos, por tudo que me fez, não me procure.. quando a saudade bater eu volto, nem que seja só pruma visita.

20 de outubro de 2008

Juro, quero só você.

Sei que pode parecer cliché, mas pessoas apaixonadas são assim mesmo, sentem as mesmas coisas e têm os mesmos desejos. O meu era te ter por perto.
Das muitas vezes que me encantei por alguém, nessa tem algo especial. Eu não me encantei pelo sorriso, pela conversa, pelos olhos ou pelo beijo. Me encantei pela pessoa, pelo conjunto. Me encantei pelo fato do teu riso combinar com os olhos quando riem pra mim dizendo que eu sou linda ou me chamando dos apelidos mais esquisitos do mundo. Me encantei pelo som da tua voz que combinada com nossa música e me faz viajar sem sair do lugar. Me encantei com o jeito como você me olha, com uma cara de bobo e diz que ama ficar me olhando. Me encantei por você ser igual a mim, desde as mesmas manias aos mesmos desejos, me sinto como se você tivesse sido feito pensado pra mim, com predestinação e tudo.
Me encantei por você, pelo modo como diz que me ama, pela forma como me conta que relê minhas mensagens e olha minhas fotos como um bobo apaixonado. Você é tão diferente dos outros e tão parecido comigo e digo isso vendo do melhor ponto de vista.
Desde você não quis mais ninguém, não quis e não quero. Quero você, sua presença, seu carinho, seu beijo. Tudo tão diferente e especial que eu sei que outra pessoa nenhuma é capaz de me fazer tão bem. Porque você só me faz bem, seja me ligando de surpresa ou me puxando pra dançar.
Não quero outro abraço e nem outra pessoa dormindo comigo. S quero você. Você e seu sorriso. Pra me fazerem bem e pra eu sempre acordar de bom humor.
Podem até dizer que é passageiro e se for, tudo bem, sempre faço meu tempo valer muito à pena, independente de curto ou longo. Mas eu vou fazer de tudo pra que dure, pra que seja forte e pra que por ainda muito tempo eu seja sua, sua somente.
Distância nenhuma é capaz de abalar uma estrutura forte como essa. Mentira nenhuma é capaz de destruir esse sentimento que é verdadeiro.
De agora em diante eu juro, quero só você.

16 de outubro de 2008

Carta de Despedida.

Até mesmo eu, que sempre fui apaixonada por histórias de finais felizes, vez em quando conto, vivo e presencio histórias com finais não tão felizes assim.
Hoje fecho um ciclo da minha vida- outro! Na verdade desde segunda feira esse ciclo foi finalizado, mas só agora me bateu que dessa vez é de verdade.
Nunca mais teu sorriso, nunca mais cinema contigo, nunca mais nossas piadas e nem nossos apelidos, nunca mais nossos sonhos, nossos segredos e nossos beijos. Estou te deixando partir. Na verdade eu decidi que é melhor assim, nós somos diferentes demais e se continuássemos caminhando juntos, íamos continuar errando o passo.
Nunca mais nossas brigas, nunca mais nossas lágrimas, nunca mais mentiras, nunca mais engano, nunca mais traição. No fim, a gente vai sair ganhando.
Foi bom te ter comigo. Foi muito bom! Você é especial, diferente e me amou, ainda que de um jeito estranho, amou. Mas acabou, como tudo tem de acabar um dia. Agora você pega tuas coisas, segue teu caminho e leva um pouco de mim contigo, porque a gente aprendeu muito um com o outro e isso não tem fim de namoro ou mágoa que possa mudar.
Sei que, assim como eu, você tá sofrendo. Mas sejamos maduros, não dava mais pra continuar. De uns tempos pra cá a gente só vacilava e foi melhor acabar antes que alguém aqui se machucasse ainda mais.
Nunca vou esquecer você. Nunca vou esquecer as coisas boas que vivemos. Você foi, por muito tempo, o meu melhor amigo, sabia tudo à meu respeito, me conhecia como ninguém. Não consigo sentir raiva de você. Amei você demais pra isso. Por isso do fundo do coração eu sei, vou sempre levar você comigo. Cresci com você como jamais teria crescido sem você e você não sabe o quanto sou grata por isso.
Não mude, você é especial, é único. Pena que nossos pensamentos sejam tão diferentes. Mas eu desejo do fundo da alma que você encontre alguém, que te queira bem, que mereça seu amor e que seja capaz de te fazer feliz, como eu não fui.
Espero que você fique bem. Que se cuide e seja feliz. Quero que lembre de mim como uma amiga que o tempo afastou, mas que nunca vai te esquecer. Espero que não fiquem mágoas, espero que o tempo cure tudo que houve de dor.
Não vou mudar de endereço. Não vou mudar meu telefone. Não quero que você desapareça! Mas eu entendo que por ainda um tempo vai ser difícil agir como se nada tivesse acontecido. Fique longe o tempo que precisar, me evite sempre que se sentir mal com a minha presença e quando a vontade de saber de mim bater, me liga que a gente conversa, como bons amigos. Como deve ser!
Eu amo você, mas vou superar assim como você também vai. E que o tempo cure...

8 de outubro de 2008

Me descobri. Sou um meio sorriso. Um meio segredo. Meia saudade. Meia lágrima.
Eu sou metade.
Metade de um sonho que se realizou. Metade de um pesadelo que acabou. Metade de uma história que tem de ser contada.
Sou errada.
Errada por aprender pouco, por aprender nada, por não ensinar.
É minha sina.
Não tenho desejos demais. Não tenho esperanças demais.
Eu só acredito. Espero. Medito e concretizo quando possível.
Não tenho rumo, perdi meu endereço. Sou dona de noções contrárias, só quero o bem pra minha área e por favor, se for pra brigar não me dirija a palavra.
Porque sou toda paz. Sou toda calma. Sou toda espera.
A vida é bela.
Não quero estrelas, não quero sol e nem lua. Quero dividir!
Me dividir em duas.
Sem muitas expectativas. Sem tanta pressão.
Chega de rivais...


Ter amor no coração nunca é demais.

24 de setembro de 2008

Amigo

Tem coisa melhor que amigo? Eu posso afirmar que não.
Chega uma época da nossa vida em que você pode perder praticamente tudo, menos os amigos. Não to falando daquela pessoa que tu diz 'oi' todos os dias, nem daquela pessoa que tu sempre sorrir por simpatia. Falo de amigos de verdade, aqueles que você conta na mão, mas que sabe que bem no coração seria impossível de contar o espaço que é só deles.
Amigo é coisa gostosa - Dia de domingo, nada pra fazer em casa, solidão total. É só pegar o telefone, que por mais que vocês tenham passado horas no dia anterior jogando conversa fora, nunca falta assunto. Pelo contrário, tem sempre algo mais que precisa ser falado.
Sempre fui muito ligada as pessoas. Não à todas elas, mas as que eu escolhia de alguma forma se tornavam pra mim um porto, daqueles bem seguros. E sabe a melhor parte? Sempre escolhi as pessoas certas.
Hoje, grande parte do que me tornei, devo aos muitos amigos maravilhosos que conquistei ao longo desses anos de vida, que até foram poucos, porém muito bem vividos. E quero de toda a minha alma que meu círculo de amizades não mude, que eu não perca nenhuma dessas pessoas que me fazem tão bem. Hoje sou completa, metade eu, metade eles e é tão gostoso ser assim.

10 de setembro de 2008


"Só você sabe o jeito de me amar
Me apaixonei não dá pra negar.
Procurei e não achei
Outro alguém igual a você."


30 de agosto de 2008

É nessas horas que me pergunto o porquê da memória. Memória é bixo chato! Teu melhor amigo fica bêbado, tua melhor amiga fuma e fica louca e você, ah.. você tá só lembrando. Lembrando o beijo que passou, lembrando as palavras ditas, lembrando de uma saudade que nem existiria não fosse essa tua bendita memória. E o pior em mim é que não consigo ter memória selectiva.
Não lembrar seria a solução. Pra quê relembrar um beijo em memória se em realidade ele nunca mais vai acontecer? Memória é bixo complicado. A gente deveria ter um controle com botões de 'delete' e 'save', seria bem mais simples. Veio a memória na cabeça e ela não é bem vinda, clica 'delete' que fica tudo delícia e bem, quanto ao 'save' nem preciso falar - delícia em dobro. Mas não, memória acha que pode salvar tudo e vai salvando e salvando e quando tu vê, tem tudo salvo e isso vai continuar salvo, ainda que tua maior vontade seja deletar.
Ontem, por um breve surto de dez minutos, minha memória me deu trégua. Saiu pra passear e me deixou com a mente livre e juro, quase consigo deletar de verdade. Mas bem, foram só dez minutos e era muito memória pra apagar em tão pouco tempo, quando pensei que conseguiria veio a memória de novo e me deu um risinho com cara de quem está de volta e veio pra ficar. Odiei ela. Me odiei mais ainda.
Então decidi desistir. Deixa a memória vir, uma hora ela cansa. Até eu to cansando dessa oscilação entre a depressão e a felicidade, não é possível que ela seja tão cabeça dura assim. E tem horas que ela até me faz bem. Tenho pra mim que quando ela cansar eu vou ficar em paz. Vou relembrar em pensamento e sorrir, com a convicção de que minha memória não poderia ter salvo algo melhor e me criticar por demorar tanto tempo pra aceitar que memória é assim mesmo, só cansa quando a gente repousa e não o contrário.
Deixa me bater na memória, que com o tempo aprimoro os pensamentos e transformo em sorriso.

27 de agosto de 2008

, o amor as vezes é tão alheio a nossa vontade, como assim 'as vezes'? ele sempre é alheio a nossa vontade! você não pode escolher por quem se apaixonar, nem quando se apaixonar, você simplismente se entrega a um sentimento que acabará como qualquer outro, mas esse, diferente da maioria dos outros, te deixa marcas que nem o tempo é capaz de apagar! se eu pudesse escolher, não amaria muito, nem me apaixonaria muito, iria querer o outro quase nada, pra não sentir necessidade dele e nem sufacá-lo com tanto sentimento, controlaria meus ciúmes e jamais revelaria meu medo de perdê-lo, mas como eu já disse, o amor é alheio a nossa vontade, então o melhor a fazer é não amar!

sinto informar-me... isso é impossível!

Triz.

Eu quase consegui abraçar alguém semana passada. Por um milésimo de segundo eu fechei os olhos e senti meu peito esvaziado de você. Foi realmente quase. Acho que estou andando pra frente.

Ontem ri tanto no jantar, tanto que quase fui feliz de novo. Ouvi uma história muito engraçada sobre uma diretora de criação maluca que fez os funcionários irem trabalhar de pijama. Mas aí lembrei, no meio da minha gargalhada, como eu queria contar essa história para você. E fiquei triste de novo.

Hoje uma pessoa disse que está apaixonada por mim. Quem diria? Alguém gosta de mim. E o mais louco de tudo nem é isso. O mais louco de tudo é que eu também acho que gosto dele. Quase consigo me animar com essa história, mas me animar ou gostar de alguém me lembra você. E fico triste novamente.

Eu achei que quando passasse o tempo, eu achei que quando eu finalmente te visse tão livre, tão forte e tão indiferente, eu achei que quando eu sentisse o fim, eu achei que passaria. Não passa nunca, mas quase passa todos os dias.

Chorar deixou de ser uma necessidade e virou apenas uma iminência. Sofrer deixou de ser algo maior do que eu e passou a ser um pontinho ali, no mesmo lugar, incomodando a cada segundo, me lembrando o tempo todo que aquele pontinho é um resto, um quase não pontinho.

Você, que já foi tudo e mais um pouco, é agora um quase. Um quase que não me deixa ser inteira em nada, plena em nada, tranqüila em nada, feliz em nada.

Todos os dias eu quase te ligo, eu quase consigo ser leve e te dizer: "Ei, não quer conhecer minha casa nova?" Eu quase consigo te tratar como nada. Mas aí quase desisto de tudo, quase ignoro tudo, quase consigo, sem nenhuma ansiedade, terminar o dia tendo a certeza de que é só mais um dia com um restinho de quase e que um restinho de quase, uma hora, se Deus quiser, vira nada. Mas não vira nada nunca.

Eu quase consegui te amar exatamente como você era, quase. E é justamente por eu nunca ter sido inteira pra você que meu fim de amor também não consegue ser inteiro.

Eu quase não te amo mais, eu quase não te odeio, eu quase não odeio aquela foto com aquelas garotas, eu quase não morro com a sua presença, eu quase não escrevo esse texto.

Tati Bernardi.




* Eu quase escrevi esse texto. Mas tati achou melhor escrever por mim. E arrasou como sempre. Faço de minhas as palavras dela!

Black - Pear Jam.



Hey...oooh... Sheets of empty canvas, Untouched sheets of clay... Were laid spread out before me As her body once did. Oh all five horizons Revolved around her soul As the earth to the sun.
Now the air I tasted and breathed Has taken a turn Oh and all I taught her was everything Oh I know she gave me all that she wore And now my bitter hands Chafe beneath the clouds Of what was everything?
All the pictures have All been washed in black, Tattooed everything.
I take a walk outside I'm surrounded by some kids at play I can feel their laughter so why do I sear?
Oh and twisted thoughts that spin 'round my head I'm spinning, oh, I'm spinning How quick the sun can drop away. And now my bitter hands cradle broken glass Of what was everything? All the pictures have, all been washed in black, tattooed everything...
All the love gone bad Turned my world to black Tattooed all I see, all that I am, all I'll be...yeah...
I hope someday you'll have a beautiful life, I know you'll be star, In somebody else's sky, But why, why, why Can't it be, oh can't it be mine?

25 de agosto de 2008

Faltou Coragem.

Nem disse adeus
Faltou coragem de olhar nos olhos meus
Só agora descobri
Que estava tudo terminado e nem falou pra mim
Mais disse adeus sem dizer uma palavra

Depois de tudo que a gente viveu
Eu te asseguro que você não me esqueceu
Mas não me procure não, deixe o meu coração
Eu seguro a solidão

Mas você vai chorar
Quando se tocar vai ver que ainda me ama
Vai se lamentar quando procurar amor em nossa cama.

21 de agosto de 2008

Fé.

"Andar com fé eu vou.. a fé não costuma falhar"

20 de agosto de 2008

Eu poderia ter sim seguido em frente e esquecido todos aqueles sentimentos. Poderia e posso, mas não quero. E não digo aqui que gosto de sofrer porque não gosto, eu gosto é de você. E não adianta vir me dizer preu parar, dizer que já chega, dizer preu te esquecer. Se isso fosse fácil como soletrar eu já teria conseguido, mas não é.
Daí você me vem com um papo de que nossa história já passou do tempo de um fim, mas como? Nem tivemos a chance de ter um começo e isso não consegue fazer sentido pra mim. Deveríamos ter nos dado uma chance, duas, três.. quantas fossem necessárias, porque sei que teu lugar é aqui, comigo, ao meu lado e rindo do meu riso, como nunca deveria ter deixado de ser.
Tudo bem, eu admito, não sou a pessoa mais fácil do mundo, mas você já deveria ter se acostumado com isso, ter entendido que meu jeito indeciso sempre que diz 'não' quer dizer que sim. Deveria ter me abraçado quando te mandei embora e deveria ter dito que me amava todas as vezes que te mandei ficar calado. Eu imaginei que tu soubesse tudo de mim, acho que vacilei em alguma transmissão de dados, nunca fui muito boa com fios, meu negócio sempre foi mais sentimento. Odeio esse defeito em mim.
Ainda dá tempo pra pegar o último minuto do capítulo final da novela, corre e vem me dar um beijo. Eu sei que nós somos os mocinhos dessa história e temos sim direito ao nosso final feliz. Corre, vem me pegar pelas mãos e me puxar de volta pro teu mundo, pro nosso mundo. Não precisa ensaiar desculpas, não precisa nem pedir desculpa, a culpa foi minha e eu te entendo, te aceito de volta. Só te peço que volte, volte enquanto meu coração ainda grita teu nome, volte enquanto ainda acho que somos dignos de um belo final, volta enquanto ainda te amo. Não demora.
Não quero te esquecer e por ainda muito tempo não poderei fazê-lo. Mas cuidado com a demora, eu demorei e te perdi. Não cometa o erro de me perder também.. porque quando um coração se perde do outro fica difícil, mas ainda dá pra ter um reencontro. Quando dois corações se perdem, isso se torna impossível.

17 de agosto de 2008

Às vezes eu me pergunto o porquê de as coisas serem como são.

Olho pra trás e vejo tantos amigos, tantas histórias, segredos e momentos assim, deixados de lado. Tem sempre um momento na vida da gente em que alguém especial tem de se afastar. Seja por diferenças, por distância, ausência ou simplesmente porque as pessoas se afastam. Uns a gente entende, outros a gente não consegue aceitar.

Em 18 anos de vida, lembro do passado e meu Deus, muita gente desapareceu. Antes eu sofria muito mais com isso, ficava me culpando, me perguntando o por que. A ausência doía muito mais. Hoje não, eu aprendi a conviver. Eu guardo o melhor de todas as pessoas que passam por mim, as que ficarem terão meu amor e as que se forem já tiveram meu melhor um dia.

Nada na vida é por acaso, nem as pessoas, nem o tempo... Muito menos o distanciamento. Deixa ser como tem de ser e as pessoas que forem pra ficar, que forem de verdade, ficarão e eu as prometo, toda a felicidade do mundo até nosso último dia juntos.

Prometo amor em dobro aos que partirem e voltarem.

E pra quem tiver de ir, ir sem volta... Boa sorte! Obrigado. E qualquer hora dessas a gente se esbarra! :)



" Só falta te querer,
te ganhar e te perder.
Falta eu acordar
Ser gente grande pra poder chorar."

12 de agosto de 2008

Sorriso Maroto - Amanhã
Bruno Cardoso / Sérgio JR / Tiago Silva / Mister Malandro
Amanhã, Eu Não Vou Acreditar  Nem Ouvir Oque Me Disser
Amanhã, Não Me Procure Nem Ligue Seja Oque Deus
Quiser...
Amanhã, Vai Ser Melhor Do Que Hoje é a Vida Pode
Escrever...
Amanhã, Vou Me Curar Pro Meu Dia Nascer Melhor...
Não... Não Chega Perto Que Eu Enfraqueço Perco a
Razão
É To Inseguro devendo a Juros Pro Coração...

Desaparece Me Esquece Não Volte Atrás...
Eu Não Agüento Uma Gota a Mais e,Só Abusa Do Meu
Coração Já é Vantagem Viver Solidão...
Porque Me Procura Pra Me Enlouquecer Se Estou Feliz
Volta a Me Aparecer  e Ninguém Merece o Mal Que Me Faz
Volte Amanhã Pra Me Ouvir Te Dizer Nunca Mais....

10 de agosto de 2008

"Tudo vai acabar bem"

Pode ser sim que tenha acabado, pode até ser que todas as palavras ditas tenham sido mentiras, mas eu não consigo acreditar. Não que eu não queira, de fato eu não quero, mas a questão aqui vai bem além de querer ou não. Eu simplesmente não consigo ler aquilo e ver mentiras. É sentimento, é coisa rara, é verdadeiro - ao menos um dia foi e eu, ainda que querendo esconder de mim mesma a realidade, sei que a culpa de tanta mudança é minha.
Eu deveria ter notado que as pessoas nem sempre são como eu sou. Eu tenho toda a paciência do mundo pra suportar, pra sobreviver, pra esperar e fazer devagar as coisas acontecerem. Eu respeito o tempo, mas algumas pessoas não.
Eu juro que acreditei. Todo esse tempo eu fiz planos, sonhei com o dia que enfim eu poderia abrir um riso e dizer que é a hora de ser feliz. A hora chegou na hora errada ou fui eu quem me atrasei? Talvez um pouco das duas coisas. Eu tenho de ser menos intensa da próxima vez e começar a ver que quando Cássia Eller dizia que o pra sempre sempre acaba, ela tinha completa razão ao menos sobre o pra sempre de algumas pessoas.
Não julgo, não culpo e não vou tentar mudar. Eu só não consigo acreditar. Não consigo entender. Mas que diferença faz? Eu sempre fui a bestinha que não entendia nada. Algumas coisas então eram de verdade! aliás, todas as coisas vindas de mim eram verdade, até mesmo o meu impossível e improvável pra sempre.
E revendo o meu filme preferido agora a pouco ouvi mais uma vez 'Daqui a pouco vai acabar e o que nós vamos fazer? Aproveitar!'. Acabou, eu aproveitei o quanto pude. Agora deixa outro alguém aproveitar o seu pouco tempo também. Na vida as coisas são assim, todo mundo tem o direito de aproveitar um pouco de todo mundo.
E eu continuo repetindo que não precisa mudar, porque eu vou me adaptar ao teu jeito. É o jeito! É o que me resta e ainda que assim não fosse, assim eu continuaria agindo. Porque eu sei que no final fica tudo bem, tu ainda vais voltar pra minha cama, me fazer um poema e me cobrir de amor.
Quando tudo terminar 
Quando o céu um dia escurecer
Cê vai lembrar de mim
E quando a festa acabar 
Quando todo mundo desaparecer
Eu vou estar aqui
Aqui prá te dizer que todo dia lembro de você
E você não me liga, e nem me dá sinal
E todo dia sigo te esperando prá te ver 
E você não se liga, prá mim tá tudo mal
Vem me dizer, ie ie ie ie
Me dizer quanto tempo faz
Quanto tempo 
Me dizer, ie ie ie ie
Me dizer quero muito mais

Eu sei, pode crer eu sei
Um dia sem te ver
Tudo perde a graça
Eu sei, pode crer eu sei
Um dia sem te ver
Um dia que não passa
Prá te dizer que todo dia lembro de você
E você não me liga, e nem me dá sinal
E todo dia sigo te esperando prá te ver 
E você não se liga, prá mim tá tudo mal.

5 de agosto de 2008

Não é que eu voltei? Não nego, com um aperto no coração daqueles, tamanho família. Foi tudo tão delícia. Desde a chegada até a despedida. Muitos sorrisos e histórias pra contar, já tô com uma saudade danada de grande. Porém tudo indica que essa saudade ainda vai ficar até outubro, mas se aparecer uma chance antes não vou perde de jeito nenhum.
Não sei porque as pessoas ainda me perguntam o motivo de eu gostar tanto daquele lugar. Eu nascí alí, crescí alí e é lá que eu tenho as melhores pessoas do mundo, impossível seria não amar. Queria não ter vindo. Queria que um mês se tranformasse num ano e um ano numa vida e assim por diante, o que não teria muito sentido já que pra mim esse último mês já foi uma vida, bem vivida por sinal. Tenho cada coisa louca que nem eu entendo.
Ainda que eu escrevesse um livro sobre tudo que passa pela minha cabeça na estrada de lá até aqui, ninguém entenderia. Não tem como entender.
E tenho dito, um dia ainda vou pra ficar.. ah se vou!

15 de julho de 2008

Amar!

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: aqui... além...
Mais este e aquele, o outro e toda a gente...
Amar! Amar! E não amar ninguém!

Recordar? Esquecer? Indiferente!...
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disse que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei de ser pó, cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar.

(Florbela Espanca)

Enjoy The Silence.



As palavras são inexpressíveis e esquecidas.
As vezes nem eu mesma entendo
porque de tantas palavras.
(essa música acaba comigo. segredo!)

11 de julho de 2008

Para Jéssica

Menina, como você cresceu! Não é mais aquela menina que tinha medo de dormir num quarto sozinha na casa da vovó. E pelo que vejo, não foram só os medos que mudaram, fico orgulhosa.

Mesmo sabendo que você é do tipo que nunca ouve ninguém, eu preciso te dar alguns conselhos, diante de tanto amor que sinto por você seria muito feio não lhe abrir os olhos nessa data tão importante pra nós duas, não é mesmo?

Pois bem, é hora de mudar. E eu não falo de mudar as roupas ou o cabelo, falo de mudar a tua vida. Chega de viver encima do muro, sem saber direito o que queres. Agora você tem que arregaçar as mangas e correr atrás do tempo perdido. Desce desse muro e corre atrás da tua felicidade criança. Eu sei que você sabe melhor que eu do que eu to falando. E não, eu não esqueci da tua insegurança! Mas isso é algo que já passou da hora de você abandonar. A gente já viveu tanta coisa né? Então! Se não der certo é porque não tinha de ser e nós não morreremos por isso, temos uma à outra, sempre.

Ah! Melhor eu mudar de assunto, você sabe que sempre me empolgo quando conversamos sobre isso. Já ia esquecendo... Que tal de agora em diante escolher melhor as pessoas? Nada de ser amiga da primeira pessoa que sorrir pra ti! Você não está mais no jardim de infância. É hora de escolher a dedo as companhias e avaliar o que elas irão te trazer de bom. "Diga-me com quem tu andas que eu te direi quem tu és" e eu, mais que ninguém, sei que você é uma boa menina. Ta na hora de ser amiga de pessoas que pensam como você, que agem como você e que se preocupam com o curso que a vida vai tomar. Quando se tem 12 anos uma amiga legal é sempre bem-vinda, quando se tem 1.8 você é que tem que ser legal, mas à sua maneira.

E sua família? Aposto que eles estão super orgulhosos! Você deixou de ser a bebê da mamãe e agora vai ser o orgulho dela, tem algo melhor que isso? Pode apostar que não garota. Por isso cuidado agora com as palavras e os atos, você não é mais criança e vai ter de responder por tudo que fizer daqui pra frente. Manda embora a irresponsabilidade e trate de fazer as coisas serem melhores, pra você e pra essas pessoas que têm teu sangue e te aceitam como você é. Procure ser a melhor possível sempre, pois é sempre melhor ser aceito como um orgulho. Nós duas sabemos que a época de ser chamada de ovelha negra da família já passou. Isso não tem mais graça.

Pare de se preocupar tanto com o tempo. Ele leva e atrás só o que tem ser assim feito, você já deveria ter aceitado isso. Mas se vires que ele ta querendo levar alguém ou algo contra a sua vontade, pare e pense! Não chore. Não esperneei. Não se desespere. Converse, diga que ama e que não acha justo perder assim, pro tempo. Se ainda assim a distância continuar a crescer, deixe pra lá. "Amores de verdade continuam a crescer mesmo a longas distâncias", jamais esqueça isso.

Continue fazendo o que você gosta. Ouça suas músicas, veja suas novelas, leia os seus livros e não deixe que ninguém jamais mude isso. O amor pelas coisas pequenas faz nascerem amores grandes por grandes pessoas. Já te disse, chega de pessoas pequenas! Não mude por ninguém, mude por você. E melhor, até mude por outras pessoas, mas só se for pra melhor.

Vá pra rua, veja os carros, saia e se divirta. Beba muito vez em quando, mas na maior parte do tempo não beba nada. Dance como se a vida fosse acabar amanhã e ame a quem você achar que é melhor amar, sem medo de nada e nem de ninguém. Você não é mais uma criança indefesa, ta na hora de mostrar-se para o mundo e deixar bem claro que você veio à vida pra viver. Mostre-me que eu posso me orgulhar de você e continuar te amando como eu te amo. Pois pra mim só você merece tanto amor. Tenho certeza que você não vai me desapontar.

Não porque hoje é teu aniversário, mas porque você como qualquer outro ser humano merece, eu te desejo muita felicidade e sucesso! Cabeça erguida sempre ein mocinha? E que agora que você já sabe o que é certo e o que é errado você opte sempre por fazer o que melhor convir, à par de que tudo na vida tem um preço. Aprenda com os erros, ainda que para isso você precise errar muito. Faça o bem, viva o bem. E que nos próximos 18 anos você consiga ser ainda melhor que o que você foi nesses últimos.

Um beijo enorme de quem muito te ama e só deseja o teu bem.


De: Jéssica Taiza.

9 de julho de 2008

Eu já estou chorando outra vez. É sempre assim, as pessoas se vão, as luzes se apagam e minhas lágrimas começam a rolar. Não é algo que eu queira que aconteça. Não é algo que dá pra evitar. Com a força do habito elas se tornaram mais fortes que eu.
Tem certas horas que eu acho que o melhor pra mim é as coisas estarem como estão. Mas quando eu uso o coração, eu penso totalmente diferente. Mas no fundo eu sei, não precisas me falar, eu já não tenho mais chances de fazer as coisas serem diferentes.
Nem todas as minhas lágrimas podem mudar o que aconteceu. Nem toda a minha força de vontade pode fazer com que as coisas sejam diferentes. Porque as coisas são como são, são como eu mereci que elas fossem e eu não tenho mais nem chances e nem o direito de fazer elas serem diferentes.
O tempo passou, correu. Levou com ele sonhos, planos, desejos e esperanças. E eu tive culpa dele conseguir levar tudo isso. E não adianta eu repetir que queria as coisas como antes porque elas jamais voltarão a ser, até porque eu não mereço tudo isso. Toda aquela felicidade, ainda que ela fosse um tanto utópica, é algo que eu não mereço.
Quando eu fiz minhas malas e disse adeus, perdi todos os meus sonhos e decidi viver os sonhos alheios, tive certeza que isso me bastaria. Era uma certeza errante, que logo logo eu viria a descobrir, não duraria muito. E não durou. Hoje eu não tenho certeza alguma.
Mas de algo eu sei! Sei que preciso do abraço, da voz e do carinho pra ter força e certeza. Eu preciso de uma certeza. Uma certeza verdadeira! Quando essa certeza me bater à porta refarei minhas malas e voltarei pro lugar de onde eu jamais deveria ter saído.
E usarei essas mesminhas palavras: "Foi aqui que eu sempre quis estar!".
Daí pra frente pode ser que venham lágrimas, mas com certeza não serão tão amargas quanto as de agora.

8 de julho de 2008

Tudo Que Vai.

Hoje é o dia! Eu quase posso tocar o silêncio. A casa vazio, só as coisas que você não quis me fazem companhia. Eu fico a vontade com a sua ausência, eu já me acostumei a esquecer.
Tudo que vai deixa o gosto, deixam as fotos, quanto tempo faz. Deixa os dedos, deixa a memória. Eu nem me lembro mais!
Salas e quartos somem sem deixar vestígios. Seu rosto em pedaços misturado com o que não sobrou do que eu sentia. Eu lembro dos filmes que eu nunca vi passando sem parar em algum lugar.
Quanto tempo!
Eu já nem sei mais o que é meu. Nem quando, nem onde..

[capital.inicial]

6 de julho de 2008

Tem coisas que nunca mudam.

não muda o cheiro, nem o desejo, nem o gosto do beijo ou a forma de falar.
não mudam as manias, nem as loucuras, nem as histórias que costumava contar.

eu ainda fico bêbada com duas cervas.
eu ainda choro quando fico bêbada.
e eu ainda sou a mesma bestinha bêbada de sempre.

ainda ouço as mesmas músicas
e penso as mesmas coisas

as pessoas continuam sem noção
bebendo como sempre
e continuam sem dançar porra nenhuma.

e tem os sentimentos.
esses sim, continuam iguaizinhos
como se meu coração tivesse sido paralisado
ou tivesse cansado e caído no sono.

e tem os sonhos, os planos, a saudade
tem o engano, o desencontro, a lealdade...


ainda bem
que tem coisas que nunca mudam.

4 de julho de 2008

Passado que Volta.

Eu lembro bem de quando você me deixou. Não teve 'adeus', nem desculpas.. na verdade nem houveram palavras, você jamais foi bom com elas. Você deixou de me pertencer, simplesmente. Sumiu! E quando reapareceu estava pronto, mas pra outro amor e pra ir embora, sem data certa pra voltar.
Eu não fui a única a ser deixada, ouvi conversar que diziam que seu outro amor também fora abandonado, que você partiu atrás dos teus sonhos e que como sempre, não tinha data pra voltar. Dizem que ela sofreu e eu entendo, você e essa sua mania repentina de abandono não fazem bem à ninguém e ainda que você não sinta, machuca muito.
Eu te esperei. Fui fraca, eu sei. Mas não podia evitar.. eu lembrava teu rosto, teu cheiro, tua pele e teu beijo. Nossa história rodava como filme na minha cabeça e por mais que eu tentasse eu não conseguia encontrar uma razão. Porque me deixou? Hoje, depois de muito ter se passado eu vejo que você teve medo.
Ontem, quando te reencontrei depois de tantos anos, eu vi. Teus olhos não são mais os mesmos, mais tu ainda tens teu jeito sedutor, o sorriso ainda congela e tua dança continua péssima. Mas os olhos mudaram e eles diziam tanto.. gritavam! E você não conseguiu conter. Disse que me queria, que sentiu minha falta e que foi tudo por medo. Se você dissesse isso a qualquer outra, ela certamente diria que isso é desculpa, mas eu não. Eu sei que é verdade, você teve medo. A verdade é que você nunca foi muito corajoso e diante de todos os meus planos, sonhos e desejos você percebeu que jamais poderia me dar o que eu tanto queria. Você não era suficiente e continua não sendo.
Eu tremi quando pensei em te rever e congelei quando meu olhar encontrou com o teu. Não foi de saudade, não foi de paixão, foi de orgulho e de agradecimento. Você é bom! É sim. Tem um senso de humor incrível e eu adorava tua barba no meu rosto. Você é bom, mas não me era o suficiente e o bom é que foi você quem percebeu isso e partiu. Me deixou dor, mas me deu a chance de ver que eu e meus planos merecíamos ainda mais que uma risada gostosa e promessas que jamais seriam cumpridas.
Eu lembro de tudo entre a gente e faço questão de não esquecer de nadinha. Você marcou e me ensinou como ninguém que tudo, até mesmo o mais improvável, com o tempo é levado pra longe.

2 de julho de 2008

É você.


Até as mais espertas perdem as estribeiras. Não que eu me considere muito esperta, é o que as pessoas dizem à meu respeito e como dizem que a voz de muitos é a voz de Deus, então eu sou esperta. Ou era! Até você aparecer.
Meu relógio parou. As cores mudaram e eu ainda nem tenho teu telefone. Te vi de longe e ouvi tua voz bem próxima, congelei. A gente sempre congela. Esse 'a gente' se refere à nós mulherzinhas. Eu não era mulherzinha, até você aparecer. Agora eu sou qualquer coisa, qualquer coisa que sirva pra você.
Não fuja. Homens que fogem me cansam. É que pessoas medrosas me cansam. Você não pode me cansar, você tem é de me deixar esperta, ou boba.. mas jamais cansada. Não deixa eu me cansar de você, você é bom demais pra isso. Como eu sei? Sua voz, eu ouvi e eu senti, é você.
Eu te dou meu número, minhas roupas, meus rumos. Qualquer coisa! Mas me procure, me segure, me congele e me mostre que eu jamais vou me cansar. Não sei teu nome, nem teu endereço, mas eu ouvi tua voz e eu sei que é você quem vai levar a solidão e dar ao meu coração o calor que eu preciso.
Teu rosto desconhecido, aquela escuridão, as cores que perderam o sentido.. o cenário perfeito pra eu saber, não teu nome, mas que é você.

25 de junho de 2008

Lembranças de Amor.

Veja só.
Sei que palavras não concertam nada mas eu acho que é melhor a gente conversar. Afinal, o nosso caso não difere de outros casos que acabaram mal. E só pra te lembrar, eu já sofri demais. Mas longe de vocês sofrerei bem mais.
Preciso te dizer o que acontece com meu sentimento. Chego em casa e não te vejo o meu desejo é te ligar correndo. Pouco à pouco a solidão e o silêncio me abraçam.
Minha alegria passou, só as lembranças de amor não passam.

[.euamotu.]

19 de junho de 2008

Paulo Ramos.



É nome de gente e soa estranho, eu sei. Mas não é nada disso não. É minha terrinha, minha cidade, minha vida, tudo traduzido nesse nome bem aí. Uma vida inteira de coisas boas e muita saudade.
O bom de ficar sozinha é que eu sempre penso na minha vida e é impossível pensar nela e não pensar na minha cidade. Bate uma saudade. As pessoas não entendem, não querem que eu vá lá, dizem que é desnecessário. Eu concordaria, se não soubesse que sou bem mais feliz quando eu estou lá. Não é questão de mimo meu, é de verdade. Sabe aquele lugar que quando tu chega tu se sente abraçado? Sei que muitos não conhecem essa sensação, mas quem teve a sorte de conhecer sabe do que eu falando e concorda que não tem nada no mundo melhor.
Eu lembro da minha calçada. Lá a lua é tão linda. E era quando eu me sentava lá sozinha e olhava pro céu que me vinham os melhores textos. Eu nunca me preocupei em escreve-los ou publicá-los, a magia deles é essa, são meus e só pra mim. Eu tenho sim segredos comigo mesma e eles só surgem quando eu lá, conversando comigo mesma sobre tudo.
Eu ouço as músicas e o coração aperta. Minha vida tem trilha sonora e a melhor parte dela tem uma trilha bem ecléctica. É impossível reclamar do forró e até o sertanejo fica bom quando é naquele lugar e com aquelas pessoas.
Ah, as pessoas! Impossível esquecer delas. São elas que fazem aquele lugar ter tanto sentido. Elas me olham e sorriem com tanta sinceridade que eu daria tudo pra ficar alí pra sempre, passando tardes sentadas na calçada conversando com elas, sorrindo com elas; passando as noites andando de carro e bebendo cerveja como se a vida fosse realmente linda, como eu tanto costumo dizer. A verdade é que em poucos momentos da minha vida eu me sinto tão bem como me sinto quando alí, naquele lugar e com aquelas pessoas. A vida até parece filme e o final infelizmente nunca é muito feliz. Acaba sempre comigo entrando num carro e chorando na estrada.. odeio falar em final triste, mas fazer o quê se é verdade?
Sempre sonhei que um dia teria condição financeira suficiente pra me mudar pra lá e viver minha vida alí, com minha família linda e com as pessoas que eu amo. O destino me pregou uma peça e tanto, por romantismo meus planos terão de ser mudados, mas meu amor por aquela terra não vai mudar nunca e nunca vou ser tão feliz quanto eu sou quando lá.
A água da geladeira de sempre. A cama fria e o ventilador espantando os mosquitos. A comida gostosa que a faz só pra mim, porque a netinha dela nunca foi do tipo que come de tudo. O cheiro da terra que eu ficava sentindo quando sentava na janela que dava num coqueiro que tiraram de lá. Os tios reunidos na fazenda da minha tia, comendo carne e bebendo cerveja e falando alto sobre política e vida alheia. O frio das noites que eu passei sentada naquela calçada acompanhada por mim mesma ou pelas melhores pessoas do mundo.
Podem me mudar, me proibir de voltar lá. Mas ninguém nunca vai conseguir tirar de mim tanta lembrança boa. Minha infância, adolescência e se Deus quiser minha maturidade.. minha vida inteira foi e será sempre envolvida por aquele lugar mágico e eu jamais vou esquecer isso.
Que as férias me aguardem e meus amigos de verdade se preparem. Braços prontos, sorriso aberto e daqui uns dias, malas feitas.
Felicidade aí vou eu.


Essa música já era maravilhosa aos meus ouvidos, depois de ver o clipe então.. prefiro não comentar!
Só pra vocês verem que em um único minuto, milhares de pessoas passam por coisas ruins ao mesmo tempo. Dá pra ver que a vida não é ruim só com a gente. Ou melhor, dá pra ver que o sofrimento é pra todos.
ainda assim, pra mim, a vida é linda!

Arrasou Leona.

Estranho como só quando as coisas dão errado é que a gente começa a perceber como certas coisas simplismente não são pra ser. E quanto mais erradas as coisas dão, mais vontade a gente tem de mudar tudo. Basta as coisas voltarem ao normal, que pra você tudo bem se continuar tudo igual. Comodismo é mesmo algo muito sério. Você sabe que tem que mudar, sabe que tá mais que na hora... mas enquanto isso não tiver chegado no limite, você leva e vai levando, mesmo que canse. Tem horas que eu olho pro passado e fico realmente maravilhada comigo. Eu fui feliz. Fui sim. Fui muito! Ninguém pode dizer o contrário. Eu tive vários daqueles momentos em que quando se recorda os olhos enchem de lágrimas e a vontade é só uma: voltar no tempo. Infelismente, algo impossível. É nessas horas que me orgulho do meu comodismo. Mas aí me bate as coisas ruins, que diga-se de passagem, não foram poucas. O pior de tudo é pensar nas futuras, que eu bem sei, que não tardarão a chegar. É nessas horas que eu detesto meu comodismo. Acho que foi disso tudo que eu tirei o nome desse blog. Do comodismo, do passado, do futuro. Da minha história. Não somente a minha, mas de todas as pessoas que de alguma forma entraram em minha vida e fizeram história... escreveram uma linha nesse longo conto que é minha vida. Não posso esquecer também que a idéia surgiu à partir de uma das minhas músicas favoritas e que me remete muita coisa. Apesar do comodismo, do medo e da saudade, eu gosto da minha vida como ela é. Eu gosto das coisas que eu venho vivendo e recebendo de cada pessoa, até mesmo as ruins. Têem me ensinado tanto. Se não fosse meu comodismo talvez eu não tivesse tido os amigos que eu tive, nem vivido todas as loucuras que eu viví... meu conto não teria tantas linhas e eu não teria encontrado as melhores pessoas do mundo, e também as piores. Tem horas que eu queria voltar no tempo pra fazer tudo igual. Em outras a vontade é de fazer tudo diferente... mas infelismente não é possível pra nenhum dos dois casos, porque depois que uma linha é escrita, seja ela com comodismo ou não, ela nunca mais pode ser apagada. Pelo menos não se for de alguém que realmente contou na tua vida.

18 de junho de 2008

erramos sim.
e ai de quem ousar dizer o contrário.
Porque erramos, erramos muito, incansavalmente. E essa mania que algumas pessoas têm de quererem perfeição me causa náuseas. Porque errar não é só matar, ou roubar, ou mentir...
errar é omitir, é desejar o mal mesmo que seja por um segundo apenas, errar é quando alguém pensa que está sempre certo.
Errar faz parte. Faz parte do pior dia da tua vida, mas na maioria das vezes errar está significantemente presente no melhor dia da sua vida. egoísmo é errar. falsidade é errar. trair é errar. Mas é errado também jogar roupas sujas no guarda-roupa cheio de roupas limpas. é errado também falar de boca cheia. é errado usar palavras obcenas. é errado transar antes do casamento. errar está em tudo, desde o bandido até o mocinho... e nem me venha com história de que pequenos erros não fazem diferença. Na maioria das vezes, quando se juntam todos os seus pequenos 'errinhos', eles causam mais merdas que um único grande erro... é como aquela de, 'poxa, se ela tivesse mentido só nisso, mas...'! Isso não existe. Que minta só metade, que minta tudo ou só o fim... dá no mesmo, MENTIRA! e é assim com tudo, matar um pássaro não é diferente de matar uma pessoa, ambos são um erro e gravíssimos!
Errar é humano sim, mas essa de que 'persistir no erro é burrice' é coisa de gente burra. Ninguém erra sem querer! Uma coisa é confundir uma folha azul com uma rosa, outra coisa é roubar dois namorados seguidos de uma só amiga, ou de duas... tanto faz! Por isso persistir no erro não é burrice, é sinismo, falta de caráter, vontade de magoar os outros... persistir no erro é qualquer coisa, menos burrice. Porque uma mente burra não seria capaz de atos tão graves, mas uma mente sem escrúpulos é capaz de tudo.

Errar. eu erro! vc erra! nós erramos... e persistiremos nisso. Somos burros? Não! fazemos isso porque já faz parte. já é de prache e sempre será;
não existe perfeição! não existe errar sem querer! você pode se confundir sem querer, mas errar não. Por isso, dependendo do tamanho do erro não existe essa de segunda chance. Mentir só o fim ou a história toda, são a mesma coisa, até porque se a pessoa não mentiu a história toda certamente é porque não teve oportunidade, caso o contrário não duvide de que ela o faria. E, dependendo da mentira, dá pra ver claramente porque ela não mentiu tudo. Porque uma coisa é mentir que escovou os dentes outra coisa é mentir 'eu nunca ficaria com ele, vc sabe disso', sendo que uma semana antes os agarros mostravam totalmente o contrário.
Uma coisa é uma segunda chance pra alguém que mentiu a cor do tênis, pra alguém que matou uma barata que tava querendo entrar dentro da sua comida, pra alguém que esqueceu de puxar a cordinha do sifom antes de sair do banheiro. Outra coisa é querer se fazer de cego e dar uma segunda chance pra quem mentiu que te amava, pra quem roubou teu namorado, pra quem só não matou por não ter oportunidade.
Sinceramente, esse povo perdeu totalmente a noção do que é certo e errado. Credo!